domingo, 28 de fevereiro de 2010

Mozart - Requiem Dies Irae

.

6 comentários:

Ana Paula Sena disse...

Magnífico!

...e muito adequado a este dia de domingo. Este temporal, e outros fenómenos recentes, tudo parece conjugar em si uma fúria actual da natureza (divina?).

Um abraço, Josefa :)

Rudolfo disse...

Apesar de deixar transparecer muito ecletismo nas escolhas musicais que nos oferece nos seus bonitos espaços, cheios de interesse, parece-me que gosta de Mozart, esse pequeno génio que nos legou uma obra que é um dos melhores testemunhos da, mesmo apesar de todas as vicissitudes em contrário, grandeza da humanidade. Quando escutamos sons como estes ou a delicadeza da simplicidade de "O Pequeno Nocturno" que nos apresentou no seu outro blogue, as sensações de beleza por que a alma passa traduzem-se no cérebro pelo orgulho de nos sentirmos humanos. E, para meu gosto pessoal, talvez com a honrosa excepção do "Requiem", nem é dramático, incutindo-nos antes aquela alegria infinita que, ao contrário de outras que quase nos dão vontade de chorar, nos eleva à satisfação que nos desfaz em sorrisos e na vontade de pular de contentamento. Enfim, aquelas pequenas coisas que em muito confluem para que possamos compreender os nossos estados de felicidade.

É pois isso mesmo que lhe desejo ao jeito de retribuir esta prendinha que nos deu, na forma da paz e da saúde que sempre peço para o meu semelhante

Rudolfo Wolf

Maria Josefa Paias disse...

Ana Paula,

Muito obrigada pelo seu comentário.

Quando fico esmagada pelo efeito de catástrofes naturais como as da Madeira ou as do Chile, não esquecendo as tempestades na Europa, nenhuma palavra me parece adequada, nenhuma imagem me parece própria para esses "dias de ira" ou "dias de fúria", por isso recorro à música.

No caso desta de Mozart só o título se adequava, além da belíssima música em si, que não as palavras, a menos que se tenha um visão panteísta e se considere a Natureza como uma divindade.

Beijinho :)

Maria Josefa Paias disse...

Rudolfo,

Muito obrigada pelas suas palavras e pela partilha de alguns gostos musicais.

Paz e saúde para si também.

Maria Ribeiro disse...

Mª JOSEFA PAIAS: música de excepção!Num DOMINGO chuvoso, com as tremendas preocupações que assolam o mundo... bem escolhido!
Beijo de
LUSIBERO

Maria Josefa Paias disse...

Muito obrigada, Maria Ribeiro.
Beijinho.